Meu amor me ensinou

Todo mundo que passa pela sua vida e você aprende a amar, deixa um legado muito importante. Seja o amor da sua vida, um grande amigo, um parente, um animal de estimação ou qualquer outro ser importante, todos eles deixam algo de si e levam algo de nós. Viver um amor – não importa a forma de amar – é também um exercício constante sobre como se tornar ainda mais humano. Amar as diferenças e as singularidades de alguém nos mostra o quão flexível e adaptáveis podemos nos tornar.



Ser feliz é importante, nós sabemos, mas partilhar a felicidade com alguém ou deixar o maior número de pessoas que você ama também felizes, nos dá uma paz e um sentimento de gratidão imensurável só pelo simples fato de estar vivo.

Saber amar alguém por mais diferente que esse alguém seja, é lindo. Amar alguém sem esperar absolutamente nada em troca, é maravilhoso. É a única maneira de amar de verdade. Você ama por você mesmo. Você guarda dentro de si o jeito, o olhar, a risada, o toque e até o cheiro. E só por senti-lo, já é o suficiente. É uma maneira de amar onde não importa as circunstancias, o sentimento permanece, espontaneamente.

As coisas mudam, a vida segue. Pode ser que este seu amor estrela cruzada já não esteja perto fisicamente ou já esteja te esperando do outro lado. Mas quando você ama de verdade, este elo não acaba, o fio não arrebenta, perto ou longe, vivo ou não, você continua ligado a esse alguém e passe o tempo que for, não há nada que mude esse amor bonito.

Vida que continua, mas amor que permanece.

Aportar

Quero que me escute, que preste atenção, que não me ignore. Quero que olhe nos meus olhos. Que estejas disposto a ouvir...



A partir de hoje Dan, quero que tu estejas em primeiro lugar na tua lista de prioridades, que se importe primeiro com você, que se ame, se cuide e não espere que ninguém venha fazer por ti aquilo que você pode fazer por si mesmo.

Cuide do seu interior. Regue suas plantas. Adoce seu café. Faça carinho no seu gato. Passei na praça com seu cão. Sorria para sua família. Abrace seus amigos. Dê bom dia aos vizinhos. Agradeça a Deus.

Todo dia é dia de acreditar. De se incomodar. De buscar algo melhor. De fazer a vida valer a pena. De fazer tudo que estiver ao seu alcance para realizar os seus sonhos. Para estar em paz consigo mesmo. Para fazer do mundo um lugar melhor.

Não abra mão de nada para fazer os outros felizes se isso não te fizer feliz primeiro. Aceite quem você é e seja a melhor versão de si mesmo. Lembre-se que os seus sentimentos e a sua felicidade devem ser prioridades. Se importe mais com você, esteja disposto a morrer por si mesmo, lute uma guerra pelos seus pais, mova montanhas pelos seus avós e só esteja disposto a dedicar a vida por quem dedicaria a vida por você.

Se ame.
Se valorize.
Seja sempre você mesmo, com todo orgulho de ser o que se é.

A partir de hoje, mesmo estando em alto mar, abra as velas, permita-se navegar, vá além. Seja você, seu porto seguro. Porque se em algum momento você não puder contar com mais ninguém, você sempre terá a si mesmo.

Leão

Eu queria diminuir esse sentimentalismo todo ou parar com o que você tanto chama de drama. Eu queria, mas deve ser um defeito em modo automático e eu já não sei como lidar. Eu digo que não e quando eu vejo, cá estou eu cobrando de você algo que deveria ser espontâneo.



Nós somos seres humanos e às vezes é normal querer sumir no primeiro abismo quando nem tudo for flores.

Eu também queria correr.

Mas eu sempre olho para trás e quando eu te vejo lá, moço, eu não consigo mais caminhar pra longe de ti.

É que eu não sei fingir frieza, eu não sei bancar o cara equilibrado, eu não sei mais como é que se faz pra ignorar alguém que a gente não quer ignorar.

Eu respiro fundo.

Eu te beijo de olhos fechados e tenho certeza que o meu paraíso particular é exatamente aqui, neste ponto na terra onde você estar.

Eu me desarmo.
Tu sabe que eu te amo.
Eu sei que te amo.

Eu te amo e. Às vezes dói.