Só mais um momento,

— Então seremos só amigos, é isso?
— É. Tenho medo de perder sua amizade.
— Não tenha medo. Se é a única coisa que me aproxima de você, não abrirei mão.

Houve um silêncio.

— Eu partir seu coração não é?
— O que você acha? - Eu disse.
— Me desculpe, a única coisa que eu não queria era fazer você sofrer, sério... Eu sei que é chato e essas coisas, mas acredite, eu gosto muito de você. Só achei um outro amor, alguém que provavelmente vai me fazer sofrer e me arrepender disso, alguém que talvez não faça metade do que você fez, alguém que não preste atenção nos meus detalhes, alguém que provavelmente não irá ficar conversando comigo até às 03:00h da manhã até eu cair no sono. Eu sei que estou perdendo um amor gigantesco de alguém por opção, sei também que não terei mais tanto direito de saber da sua vida como eu tenho vontade. Mas meu amor, me parte o coração não te amar como você me ama...

Fiquei em silêncio enquanto absorvia aquelas palavras. Sentia o nada que se formava aqui dentro e as lagrimas vieram sem serem convidadas e então eu chorei feio um bobo. Doía. Era aquele tipo de coisa que você se recusa a acreditar. Dá vontade de voltar no tempo ou acordar do pesadelo. Esses finais não combinam comigo.

— Você ainda está ai? - Ela interrompeu o silêncio.
— Infelizmente.
— Você está com raiva né?
— De mim? - Esperei. - Sim!
— Você. Você vai achar alguém melhor...
— E você só vai piorar as coisas. — Eu a interrompi. — E, só mais um momento...

Precisei de 10s pra terminar a frase:

— ...De qualquer forma, não importa como, eu estarei aqui. Se precisar, é só chamar.
— Tá.

E desligou.

11 Comentários

  1. Muito,muito,muito lindo *-*
    Sabe que me identifico demaais com os seus textos ne? haha
    Beeijos :*


    http://fugaadarealidade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olha a pior coisa de se ouvir no término de um relacionamento é essa coisa de ser amigo e talz. Completa-se com a frase que tu colocastes mais em baixo: " Me desculpe, a única coisa que não queria era fazer você sofrer..."

    Poxa se amamos uma pessoa e de repente encaramos o fato de não tê-las mais, é realmente um choque então comigo não adianta esse negócio de pedir desculpas. Eu queria mais era que ele estivesse comigo, e não um pedido de desculpas.

    Ouwn Rick me empolguei aqui, rs. Vim agradecer e retribuir a visita em meu blog.E olha, o seu está de parabéns viu? Adorei tudo por aqui e resolvi ficar. Seguiindo já.

    Beijos ;**

    ResponderExcluir
  3. Rick, saudades né? ><
    texto um pouco triste, mais gostei.. gosto de coisas tristes..
    tenha uma ótima sexta e um Finds proveitoso .
    Beijos
    meumundoloove.blogspot.com
    avidadelaari.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Rick, uaaau aqui é um sonho! Cara, eu gostei muito desses posts... bem a minha cara *---*
    Estou vivendo esse dilema rsrsss..

    Curti bastante, eu volto!

    ResponderExcluir
  5. Sobre seu comentário lá blogue, todos os textos tem um fundo ou base, começo, meio e fim que são verdadeiros, o meu tem sim a sua parte verdadeira e não tão bonita assim na versão 'ao vivo', mas é ai que nós entramos em dar o nosso toque e apresentar a nossa visão.
    SObre o seu texto: levemente dolorido, foi o que eu achei, e também achei que ele teve coragem em dizer 'eu te amo' mesmo em uma hora tão delicida, mas também demonstrou que era tanto sentimento, que transbordou.
    Bem, visita feita, espero que tenho gostado do No recreio, assim como eu gostei daqui =)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Retribuindo a visita e, claro, seguindo!!

    Bjss

    ResponderExcluir
  7. Belo texto!
    Tem certas coisas que agente aprende a renunciar!
    Ótima quinta-feira, Deus abençoe
    http://asoonhadora.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. olha vc falando de despedida tbm???
    rsrsrssr...

    esse papo de amizade qnd vc quer outro tipo de amor, soa como prêmio de consolação...
    mas quem ama sempre quer mais!

    adorei!


    [dívida da visita cumprida! e com prazer, diga-se!!! voltarei mais vezes... rsrsrs]

    bjo

    ResponderExcluir

Se você realmente leu, me importa sua opinião. Fique a vontade...