Mais uma vez


Havia uma carta de despedida em sua bolsa, uma dor em seu coração e uma coragem que lhe faltava. Tudo porque, naquele inverno ela iria embora. Ela, a menina de quem tanto fala.

Saiu de casa decidido a entrega a carta, mais quando a viu, a empurrou fundo dentro do bolso e essa se tornou mais uma que ele nunca entregou. A dor ficou, e a coragem, claro, lhe faltou.

Mas ele sabia que em um breve momento, não tão distante, ele esqueceria. Mas o que não estava em seus planos era que demoraria tanto pra isso, e que naquele inverno, mais uma vez seus planos iriam embora, com aquela menina que ele amava.

A única coisa que Domine também não sabia, era que dali a uma semana ele também estaria sentado em uma plataforma, esperando seu trem chegar. Estranho seria dizer que não era coisa do destino. Mas, seria mesmo o destino conspirando a favor dele pela primeira vez? Ou seria uma cilada, em que essa proximidade repentina o fizesse sofrer ainda mais?

Domine não sabia. Só era convicto que a melhor parte de sua vida estava ficando pra traz, se distanciando a cada segundo. Criando entre o passado e presente uma distancia grande.

E em sua mala, foi uma parte do seu coração que acreditava que dessa vez ele teria coragem de dizer a ela que a amava, e a outra havia ficado lá, escondida em alguma parte da sua antiga casa. Cada metade em seu devido lugar.

Durante a viagem ele pensou. Já deu tantas voltas na vida, nunca pegou uma carona, sempre sentiu demais, e agora, o que estava fazendo? Indo em busca de um amor completamente improvável, sem nenhuma certeza. Ele teria tempo pra errar? O tempo certamente diria...

E acontece, que até hoje ainda não deu nada certo, ele disse tudo, predisse umas mil vezes até enjoar. Escreveu, desenhou, sonhou, imaginou, e ele esperou... Esperou. E a verdade é que ainda espera.

12 Comentários

  1. Que texto lindo! Um pouco triste, mas me identifiquei demais porque já vivi alguma coisa parecida.

    Bjs
    http://maviealeatoire.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Poxa, tem que falar antes que ela vá embora ;) hihi
    Adorei o conto :)
    Beijinhos :**

    ResponderExcluir
  3. Olá, vim te convidar a dar uma olhada no post MYcolor no La-Lullaby.
    Aguardo sua presença ^^

    http://la--lullaby.blogspot.com/2012/02/mycolor-azul-escuro.html

    ResponderExcluir
  4. Pois é, às vezes nos falta coragem, mas precisamos encontrá-la dentro de nós e fazermos o que temos vontade. Acho melhor a pessoa se arrepender do que faz, assim, se não der certo, a pessoa ficará com a consciência tranquila de que pelo menos tentou.


    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Poxa que coisa triste ://////

    Fiquei feliz por gostar do meu texto :))

    http://bruna-morgan.blogspot.com (dona)
    http://la--lullaby.blogspot.com (colunista)

    ResponderExcluir
  6. Oh obrigada.
    E se quiser seguir, está uma hiperligação por baixo do título do meu blog, é logo o primeiro, diz mesmo "seguir." :)

    ResponderExcluir
  7. Coragem sempre é um problema, independente do que se trata. Seja coragem de dizer, ou até mesmo coragem para ficar quieto. Às vezes juntar essa coragem para dizer traz resultados bons. Bom mesmo é quando a gente não precisa dizer, não é? É quando os dois acabam por perceber juntos, uma coisa mútua. Olha eu fugindo do assunto, haha.
    Gostei do seu blog! Obrigada pela visita.

    ResponderExcluir
  8. Bom dia meu bichinho lindo"" obrigada pela ajuda ficou lindo mudei só algumas coisitas .. rsrs nada de mais... lindo seu texto viu!

    vim fazer-te um convite! Meu outro blog já esta atualizadinho...e esperando por suas visitas...

    te espero lá!bjs ""

    http://luanaliarks.blogspot.com/

    Pensamentos Perdidos"

    ResponderExcluir
  9. Ainda sou das que nunca perdem a esperança!Esperar,nem que seja a vida inteira pelo verdadeiro amor,sempre vale a pena!Lindo conto!Bjs,

    ResponderExcluir
  10. É que na vida a gente vai caindo e levantando, faz parte do aprendizado.
    Um abraço
    Denise

    ResponderExcluir
  11. Ao ler tuas palavras amigo meu coração chora... em ver nos teus escritos trexos da minha "submente"....

    lindo texto!
    uma amor de verdade nunka cansa de esperar!

    ResponderExcluir

Se você realmente leu, me importa sua opinião. Fique a vontade...