- Lembranças

Como alguém que esperava o próximo trem na estação, Caio sentou-se na varanda de casa esta noite. Andava ajeitando as coisas em seu peito – assim como alguém que arruma as coisas dentro de casa para receber visitas mais tarde. Talvez não demorasse muito tempo pra que ouvisse toques na porta, logo logo chegariam pessoas novas. Mais uma vez... Caio já não morria de saudades. Foi-se o tempo de pousar a cabeça sobre o travesseiro e chorar suas mágoas contidas. De olhar as fotografias e se lamentar de que tudo na vida passa, até mesmo aquilo que a gente não queria. Hoje é completamente o inverso, é de saudades que ele vive. Vive, respira e sente na pele essas idas e vindas da vida. Onde ninguém nunca decidiu ficar. Respira a ausência de quem já esteve tão perto. E senti todos os dias o trauma que tem de conhecer gente nova. Hoje, seu segredo é organizar os sentimentos de maneira que qualquer um venha, pegue o que estiver precisando e se vá, sem ao menos olhar pra traz. Sem ao menos se importa com quem um dia cativou. Pena que agora Caio já esteja cansado, foi colhido a muito tempo do pé, já não é mais aquele rapaz verde e cheio de vida como antes. Hoje só lhe cabe sentar-se na varanda, fechar os olhos e sorrir de canto das lembranças daquele tempo feliz. Hoje só lhe cabe a solidão das memórias, já que não pôde obrigar as pessoas a permanecerem por perto. Hoje só lhe cabe o que guardou de tão importante dentro de si...
Tu te tornas eternamente responsável pelo que cativas. - O Pequeno Príncipe.

7 Comentários

  1. Nossa, adorei muito o texto, nele contém a intensidade. O modo descrito e cada comparações como a que você fez bem no inicio; realmente li até o fim e com vontade que não acabasse. Frases bem construídas e inspiração posso notar refletir nas palavras!Muito bom mesmo! Parabéns!

    Abraços!
    Boa Noite.

    ResponderExcluir
  2. Sua sensibilidade transborda pela tela.
    Um beijo
    Denise

    ResponderExcluir
  3. olá,tudo bom?? adorei seu blog muito legal. já estou seguindo.
    por favor siga o meu também... www.quemderaserpoeta-1503.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Este paragrafo se encaixa perfeitamente em mim: 'Hoje, seu segredo é organizar os sentimentos de maneira que qualquer um venha, pegue o que estiver precisando e se vá, sem ao menos olhar pra traz. Sem ao menos se importa com quem um dia cativou.' Também sou um Caio..

    Rick, voltei com meu antigo blog, é para meninas mais não é por isso que vou deixar de te avisar né? se puder da uma passadinha lá: dicionario-feminino.blogspot.com.br
    E tem novo texto no MML :
    meumundoloove.blogspot.com

    beijos

    ResponderExcluir
  5. Que texto bonito.
    Gostei!
    Espero que Caio volte a viver coisas felizes para lembrar com carinho de novo, lá na frente, em um dia na varanda.
    Gostei daqui.
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  6. fiz bolo de laranja, quer um pedaço?
    vou lá fora na varanda com o Caio um pouco, gosto de ouvir suas histórias. tem chocolate quente que a vó preparou agorinha lá na cozinha, pega e vem também. vem!

    beijo, Rick!

    ResponderExcluir

Se você realmente leu, me importa sua opinião. Fique a vontade...