Pássaro sem asas


O engraçado é que às vezes o passarinho se sente bem quando está preso. É tudo uma questão de adaptação. E chega um tempo em que, se for solto, já não sobrevive lá fora. É como se arrancassem suas asas. E depois de um tempo, ele começasse a aceitar a vida daquele jeito e resolvesse deixar seus sonhos de lado. Esquecidos no canto. Ironicamente abrindo mão do que deveria ser seu por direito. Sua liberdade. Mas basta chegar mais perto, sentir e ouvir que ele canta triste, canta suas dores como alguém que narra sua própria história. Chora suas tristezas dos outonos, invernos e primaveras que lhe foram tiradas. Canta no canto como alguém que faz um chamando desesperado pra ver se alguém atende do outro lado da linha, do bosque, do vale. O pássaro nasceu pra ser livre. Até mesmo aqueles sem asas. Priva-lo de voar e conhecer o mundo é o mesmo que dizer a uma criança que ela não poder sonhar, nem brincar e muito menos ir lá fora. Ela cresce infeliz e frustrada. Ainda que conformada com a vida sem graça que leva. Talvez, lá no fundo, sejamos como pássaros engaiolados dentro do conformismo. Aceitamos o que foi servido e – gostando ou não - engolimos calados. Ficamos em silêncio quando é preciso falar. E com a faca e o queijo na mão, decidimos por deixar passar a oportunidade. E quando vamos a luta, aceitamos uma gaiola maior como liberdade. Só que diferente dos passarinhos, nós temos raciocínio e inteligência o bastante para pelo menos tentar abrir a porta da gaiola. É inadmissível entregar os pontos e deixar de fazer esforços. No fundo, o que conta, é a nossa vontade de ir além...

20 Comentários

  1. Perfeito mesmo!

    Pela primeira vez estou aqui comentando, conheci seu blog hoje, gostei muito dele.

    Beijos!

    ResponderExcluir

  2. Vim cá, lê o seu blogue. Eu, tenho um. Muito simples, sem cores e sem nuances. Estou lhe convidando a visitar-me, e se possível, Seguirmos juntos por eles. Estarei lhe esperando lá, afinal o que importa é a Amizade que fazemos e as publicações que expomos.
    Eu te Convido a vir aqui



    www.josemariacosta.com

    ResponderExcluir
  3. Nossa, tipo.. você falou tudo. Muitas pessoas deixam oportunidades passarem e acabam deixando de fazer coisas. Se acostumam,se conformam muito fácil com situações que não deveriam ser assim. Mas mesmo assim, nada fazem.

    ResponderExcluir
  4. Concordo com cada palavra dita. É tão triste e infelizmente, verdade. As pessoas se impedem de serem felizes. Acho que por não terem mais esperanças ou de não verem o arco íris depois da tempestade. No final só depende de nós.

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  5. Hey moço,
    Instalei um sisteminha no meu blog para os amigos poderem receber minhas atualizações.

    Logo abaixo do meu perfil na barra lateral, tem um campo pra digitar seu email. Passa lá e se inscreve.

    Abração.

    ResponderExcluir
  6. Cada vez que venho aqui me apaixono mais pela tua escrita!

    Somos como pássaros engaiolados quando não lutamos pelos nossos ideais. Quando deixamos que o medo feche a porta. Quando simplesmente não temos força para voar em busca de um ninho melhor.

    E quanto aos pássaros, eu acho uma crueldade deixa-los presos, enquanto o verde das matas, os galhos altos os esperam para que eles façam seus próprios lares no seio da natureza, com toda a liberdade que eles merecem.

    Soltem os pássaros! Eles não cometeram nenhum crime para pagar por isso.

    Beijos. Amei o texto!!!

    ResponderExcluir
  7. O conformismo é a pior prisão!
    Ah, quisera eu ter asas, e como!

    Abraço. ;)

    ResponderExcluir
  8. Estou apaixonada pelo teu modo de escrever, lindíssimo, não acredito que demorei tanto para conhecer esse teu canto.
    Espero que não sejamos passarinhos engaiolados cantando nossas tristezas, e como você disse, somos inteligentes para abrir a gaiola, espero que não nos conformemos e deixemos-na fechada.

    ResponderExcluir
  9. Você fez uma reflexão muito bela e útil em torno do assunto. Tendemos a reclamar das oportunidades aparentemente perdidas e não é bem assim. A luz no fim do túnel existe para todos e, quando caímos, levantar é o mínimo. Necessário também é caminhar.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. concordo plenamente 'no fundo, o que conta, é a nossa vontade de ir além...'
    e se quisermos, vamos! mesmo de asas quebradas.

    ResponderExcluir
  11. Confesso que quase parei de ler ao começar, achando que seria uma apologia a não soltar os pássaros das gaiolas.

    Antes morrer voando do que viver preso. ;]


    muito bom o texto.
    abramos nossas gaiolas!

    ResponderExcluir
  12. Olá
    Reflexão muito interessante, gostei. Que Deus te abençoe sempre. Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  13. Ei, Rick.
    O teu texto mexeu, particularmente, comigo. Porque eu estou passando por uma fase dessas, meio engaiolada, sabe? E ler as tuas linhas me deu uma paz de espírito, porque eu vi que realmente não estou sozinha aí no mundo. Que esse sentimento não é inerente a mim, não é isolado. Não sei, talvez esteja viajando um pouco. Mas o teu texto me deu uma calmaria tremenda. Obrigada por me fazer feliz agora.

    ResponderExcluir
  14. Oi moço. Que espaço lindo, o seu. Tão delicado...

    ...

    Sempre tive um pouco de dó dos pássaros que não sabem ser livres! Não é culpa deles, não escolheram, mas acabam vítimas de si, sem saber voar (a coisa mais linda que só eles sabem fazer).

    Acho uma situação que nos ensina muito. Eu não quero esquecer nunca que se eu não puder voar, eu posso cantar. Mas principalmente, não quero esquecer nunca que tenho asas. E que eu escolho voar ou não.

    um beijo meu

    ResponderExcluir
  15. Este texto me fez lembrar de uma discussão em aula feita há alguns dias, sobre conformismos e tudo mais. E é verdade, a gente se acomoda porque tá bom assim -mesmo não estando às vezes- e vai dar trabalho querer mudar, não é?
    Já assistiu "O Show de Truman"? Se não, assista! Fala muito sobre isso e, particularmente, a ideia do filme é ótima.
    Beijos.

    Ah, não sei se chegou a votar, mas há algumas semanas eu abri uma enquete no blog sobre fazer uma fan page para ele... Fiz a página, se quiser, dá pra votar pelo blog mesmo!

    ResponderExcluir
  16. Teu blog é lindo!Parabéns!
    Vem conhecer o meu:

    leiakarine.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Cada um sabe a dor e delícia de ser, o que é.

    http://vemcaluisa.blogspot.com.br/
    http://www.facebook.com/vencaluisa

    ResponderExcluir
  18. Queria duas asas de borboleta.
    Preciso!

    ; )

    ResponderExcluir

Se você realmente leu, me importa sua opinião. Fique a vontade...