Contra tempo

A verdade é que algumas pessoas só vieram aqui para sentir o amor. E não é uma tese. Nem todo mundo tem a sorte de viver um amor de verdade. Não me refiro, por exemplo, aquele tipo de amor dos livros, ou dos cinemas, ou como qualquer um que você já tenha lido ou ouvido falar algum dia. Mas me refiro, primeiramente, aquele tipo de amor tranquilo e seguro, único, sem inspiração noutro romance ou baseado em lendas antigas que já foi trilha sonora pra te fazer dormir. Perco meu tempo falando do amor real, incondicional, das duas partes, sem contos de fadas ou príncipes encantados que, num piscar de olhos, resolvem seus problemas e constroem seus finais felizes. Nem é preciso ter finais felizes. Falo só de poder viver aquilo – com todo direito – mesmo que em uma hora acabe, como tudo na vida. Mas que pelo menos tenha realmente existido um dia. Pra que fique guardado, só fique guardado com a gente... Ai eu pergunto, é sorte minha gente? Merecimento? Acaso? Destino? Propósito? Quem sabe a resposta, por favor, saiba como provar seus argumentos. O fato triste é que não parece nada justo. Você vem aqui, passar todo esse tempo vivendo e não tem a oportunidade de viver esse sentimento bonito. Não tem a oportunidade de provar e sentir o gosto do que é ter alguém em quem confiar e se entregar de corpo e alma. E não é só pessimismo, basta prestar atenção ao seu redor. Às vezes, ainda que você espere o bastante, ou melhor, que procure, o amor não vem, não chega, não bate na porta. Ai tu desiste e leva a vida na tranquilidade. E quando tudo esta bem, tu te apaixona por alguém que não retribuir todo amor direcionado.
— Talvez isso tudo seja só uma questão de tempo. De pressa. Ou talvez não seja nada. As coisas só não são como a gente quer.
Mas acontece que sempre chega o tempo em que o tempo acaba. Se vai, tijolo por tijolo, todo o castelo que nunca fica terminado de verdade. E ai, no fim, a maioria das pessoas só sentiram, não chegaram a viver um amor, desses que permanecem, amor estrela única na vida de alguém. A maioria das pessoas só existiram, fizeram famílias, levaram suas vidas simples e normais. Fizeram isso porque não dá pra ficar a vida inteira esperando que a felicidade toque na porta e peça pra entrar. Fizeram isso porque é preciso seguir, ir em frente, e nesse meio tempo, quem liga pro amor? Porque o conformismo toma conta e se o amor não é tudo, se pode viver sem ele. Ser coadjuvante, é melhor que não ser nada.

10 Comentários

  1. Passividade não cola com qualquer tipo de sentimento. Ouvir uma música depressiva, acender um cigarro, se afogar na tristeza as vezes parece só uma atitude, mas só parece. Pra ser feliz é necessário pagar um preço e isso requer força, coragem e doação. Amar é isso, enfim.

    Cara, adorei teu blog, sério mesmo ^^

    PS: Revisa o texto de novo, por favor. Em dois lugares você escreveu "mais" no lugar de "mas".

    Abração \õ

    ResponderExcluir
  2. Como sempre, amei o texto. Tava precisando ler algo assim. Ta de parabéns mais uma vez Rick. Beijos, D.Lagarta.

    ResponderExcluir
  3. você tem um e-mail pra eu entrar em contato com você?

    ResponderExcluir
  4. Devemos abraçar a vida sem medo de errar. Amar e viver a liberdade sem se reprimir. Buscar sempre a felicidade.

    beijos, amei o texto.

    ResponderExcluir
  5. Sempre um texto que toca na alma da gente!Por ser uma pessoa afoita na mocidade,creio que muitas vezes me adiantei ao destino e talvez tenha cometido muitos erros.A vida requer a espera, a paciencia,só hoje sei disso!Lindo seu texto,amei!Bjs e bom sabado!

    ResponderExcluir
  6. Belo texto!!!
    Se nunca tentarmos, nunca saberemos, então a melhor opção é tentar e ver no que vai dar. Isso vale para tudo, não somente para o amor.
    Estou te seguindo também.
    Bjo

    ResponderExcluir
  7. obrigado pela sua visita, sem ela não tinha descoberto este belo blogue que tenho o prazer de comentar.

    ResponderExcluir
  8. Eu acho que a gente deve viver, a vida traz os amores, sejam eles dignos de cinema ou não.
    Cabe a nós apenas esperar, ter fé em nossos sentimentos, em nós, na nossa vida e aproveitar os momentos que a vida traz.
    Às vezes não é nada como a gente pensa que vai ser, mas acaba sendo tão bom quanto.

    Gostei muito do texto, da reflexão que veio com as linhas.

    ResponderExcluir
  9. Quão lindas são tuas palavras.... que provocam sentimentos repentinos, e que fazem-me chorar... lembrando de ter jogado fora a tão desejada felicidade' de tê-la em minhas mãos e ter deixado voar...lembro-me de Ter vivido algo parecido, sabe.. um amor sem maldade sincero,aquele que poucos acreditam' que aconteceu num sorriso, num abraço, e num simples olhar... Onde o único medo era não passar de ano, pra não ver mais o amado na hora do recreio... rsrs... olha eu aki vivendo no seu texto...rs ... Mas bem, tava devendo essa!
    Tudo aki ta lindo!
    voltarei em breve! bjus 'Romeu'

    ResponderExcluir

Se você realmente leu, me importa sua opinião. Fique a vontade...