Ser de céu


Eu teria ido embora. Feito passarinho que voa pra longe quando a boa temporada acaba. Só queria ir à direção oposta dessa gente. Migrar pra qualquer lugar distante daqui. Ser de céu. Pedaço de nuvem que chora. Seguir meu rumo. Ir adiante. Não olhar pra trás. Quem dera um par de asas, pouca bagagem e um coração pra substituir esse buraco que eu chamo de peito. Quem sabe um afastamento. Encolhimento. Solidão. Retirar-me pro galho mais alto. Nos encantamentos de quem cantam suas dores, mas não chora. Daqueles que distribuem cantigas aos quatro ventos, esperando que seu amor não demore chegar. Sou mesmo um pássaro sem asas. Mais com alguma coisa que vive querendo voar pra fora do peito. Uma vontade de ser viajante. De está sempre ido, pra quem sabe um dia, os bons ventos me fizerem retornar. No fundo, eu sempre soube que é por amor, que depois de um longo tempo distante, os pássaros regressam pra casa.

21 Comentários

  1. Quem dera um par de asas, pois é também queria. Muito lindo o texto, como sempre escrevendo de um forma surrealmente perfeita. Até mais.
    http://desventuras-em.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Rick, Rick, Rick, eu sei que eu já te disse mil vezes, mas repito outras tantas se for preciso, e se não for repito ainda assim...como gosto desse canto, como gosto das suas palavras, como te gosto. Eu adoro ler seus textos, e ter aquela sensação da alma sendo aquecida sabe? Eu adorei o layout novo, e a música do Camelo, adorei, adorei o texto. Quero um par de asas também, que me tire daqui de dentro!

    "Quem dera um par de asas, pouca bagagem e um coração pra substituir esse buraco que eu chamo de peito."

    Tem texto novo lá no meu blog, quando puder dê uma passada por lá, você sabe a casa é sempre mais bonita quando você passa por lá!

    Um beijo enorme ♥
    http://venenosemacas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. quem dera né ? apaixonada, amei o texto ...

    parabéns pelo seu blog, eu amei aqui, amei sua criatividade, seu modo de falar com os leitores, a forma que você usa nas postagens, o design e etc, eu realmente curti e vou voltar aqui sempre ! Obrigada por ter criado . Parabéns novamente e já estou seguindo ((: Parabéns !!
    http://dezesseteetantos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Que layout lindo, que forma de escrever, menina! Adorei! Beijos

    Tem post novo no blog! Confere!
    Blog: O silêncio não existe
    FanPage: www.facebook.com.br/osilencionaoexiste

    ResponderExcluir
  5. Rick,coisa mais linda de texto!Tb me sinto pássaro sem asas!bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  6. Adoro pássaros! E acredito que temos muito o que aprender com eles. Animais tudo de bom! ^^

    ResponderExcluir
  7. Viajar é mesmo ótimo. Maravilhoso, na verdade. Mas é aquele negócio, você acaba sentindo saudade da sua cama não importa se esta na cidade luz, ou em Dubai, você quer seu travesseiro. Um porto. Todo mundo precisa descansar, e a gente só consegue fazer isso em lugar seguro.

    Mas deixo com Vinicius:
    Tomara
    Que a tristeza te convença
    Que a saudade não compensa
    E que a ausência não dá paz
    E o verdadeiro amor de quem se ama
    Tece a mesma antiga trama
    Que não se desfaz

    ResponderExcluir
  8. Ainda mais se viajar nesta poesia tão serena... Amei seu jeitinho de escrever, és um maestro das letras. Um beijo de muita paz Rick!

    ResponderExcluir
  9. Olh Rick!Acrescentando, Seu blog é coisa mais linda que já vi, raro em beleza. E essa música linda? Amei! Só achei a letra dos post muito pequena, talvez dificulte alguém com problema de vista, eu sou privilegiada, graças a Deus, rs. Cheguei aqui ao acaso, gostei e fiquei,te sigo com prazer,pois quero retornar. Saudações desde o meu "Coração de fera e Transbordando meus Lagares". Beijo e linda semana!

    ResponderExcluir
  10. Rick, sou a dona do blog andorinha da serra (http://andorinhadaserra.blogspot.com.br/) que você comentou recentemente. Muito obrigada pelo seu comentário, sério. :) Adorei seus textos, passarei sempre por aqui.

    ResponderExcluir
  11. Adoro textos meio tristes, mas principalmente, melancólicos. Frustração, também. Gostei muito do seu.

    ResponderExcluir
  12. Agora sou também um pássaro? então vou subir no galho mais alto e cantar minhas dores!
    Fica com Deus

    ResponderExcluir
  13. Eu te deixo uma frase da Fagundes Telles como resposta: desertar significa coragem. Também ficar.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  14. Seu blog é tão aconchegante, bucólico! Gosto de ficar aqui, lendo seus textos, vendo as imagens. É tudo tão bem pensado, admirável. Ah, e asas, quem não gostaria de tê-las? Adoraria a possibilidade de alçar voo e ir pra longe, nem que fosse somente pra liberar os pensamentos. Lindo texto! (:

    ResponderExcluir
  15. Sou mesmo um pássaro sem asas. Mais com alguma coisa que vive querendo voar pra fora do peito.

    eu sempre perco uns suspiros quando te leio. Que bom que é sempre assim.

    ResponderExcluir
  16. Eu também sinto necessidade enorme de sair daqui, e viajar, conhecer gente nova *-*

    ResponderExcluir
  17. Olá Rick, tudo bem? Que doce ler esse texto novamente, e um tanto triste ao ver que não vens aqui, desde a última vez em que cá estive. E sempre que venho aqui, sinto que estou vindo pela primeira vez. Ah, adoro essa música, e o aconchego que tem seu blog, já disse isso mil vezes não é? É que é tão aconchegante quando o meu tapete em dias de ócio, falando em tapetes, tem texto novo lá no meu blog, espero sua visita que é sempre uma alegria e tanto....ei, será que você gosta de cartas?

    Um super beijo
    http://venenosemacas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. É querido, ser de céu, pássaro sem asa, só adia por um tempo o sofrimento que se vive em terra. Mas há de conseguir bicar a dor e abrir as asas de alívio.
    Texto muito singelo!!

    ;o)

    ResponderExcluir
  19. Só para constar que estou relendo, e sentindo vida.

    ResponderExcluir

Se você realmente leu, me importa sua opinião. Fique a vontade...