Sobre flores e espinhos


É como uma dor boa. Coisa que ensina. Tipo de dor de tirar uma farpa do dedo pra evitar uma inflamação. Às vezes é preciso sofrer um pouco. Não dá pra esquecer tudo num canto qualquer, porque cedo ou tarde será preciso organizar a bagunça e colocar tudo no lugar. E ai, o fato de esconder toda a sujeira debaixo do tapete não resolverá o problema, porque em algum lugar, mesmo que escondida, toda a sujeira continuara dentro de casa. E tudo que faz mal, que faz sofrer e que não seja saudável deve ficar do lado de fora, tanto de casa, quanto da vida, do peito... É certo que certas atitudes hoje pode evitar futuras frustrações e arrependimentos. E é por isso e por tantas outras coisas que não se deve tentar esquecer. Mesmo que a vontade de fugir e jogar tudo pro alto for grande, é inevitável, porque em qualquer lugar do mundo a dor da farpa no dedo estará latejando no mesmo lugar. Algumas dores só curam quando você esta disposto a encará-la. Tirar um espinho do pé é como tirar uma mágoa do peito, evita futuros sofrimentos.

5 Comentários

  1. Não se deve esconder nada pra fingir que nunca se foi sentido ou falado, não faz bem a alma... Disse tudo Rick :)

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto, serviu como conselho para algumas situações que estou vivendo agora. Obrigada! hahahaha (:

    http://tracerizar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Por isso entreguei tudo pra Deus... agora sou mais transparente. Muito bom, como sempre..

    ResponderExcluir
  4. Aprendizados masoquistas não são comigo.

    ResponderExcluir
  5. Eu admiro sempre suas palavras Rick. Mas é a verdade, principalmente no final: arrancar o espinho dói, mas é melhor do que sentir ele latejando todos os dias e te machucando ainda mais. Sério, eu estava precisando ler isso hoje :D

    Fiz um face novo: James Araújo, haha

    ResponderExcluir

Se você realmente leu, me importa sua opinião. Fique a vontade...