Sobre ir...

Silêncios de setembro. Quarto calado. E eu já não consigo atravessar a ponte que me separa do sono... Queria mesmo era cair, sem medo, na inconsciência. Por que é só pensar em minha vida por alguns instantes e eu já percebo que a morte me cai bem... E isso não tem nada a ver com suicídio, vai contra todos os meus princípios, mesmo porque, no fundo, eu tenho mesmo é vontade de viver. É meio como está ausente de tudo que você é, porque essa versão não te faz feliz. É aquela estranha vontade de abrir um zíper em suas costas e libertar a alma que sufoca dentro do teu corpo... É aquela vontade imensa de trocar o coração por algumas pilhas recarregáveis, reiniciar o sistema e retornar as configurações de fábrica.

6 Comentários

  1. "Libertar a alma que sufoca dentro do seu corpo" as vezes tenho essa vontade também, texto lindo!
    Nossa Rick, você comentou no meu blog em junho e só agora eu vi, acontece que seu comentário foi parar no smap, pode isso? ): Desculpa por não retribuir antes tá? Beijos :*
    http://alimentandosentimentos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Sua escrita me transmite uma calmaria tamanha! Eu sempre fico mais apaixonada por aqui, toda vez que visito.
    "...Mesmo porque, no fundo, eu tenho mesmo é vontade de viver."
    http://clichenismos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. interessante o ponto de vista e o estilo da escrita. gostei bastante.

    ResponderExcluir
  4. Se fosse, magicamente, possível fazer isso... Eu seria uma das primeiras a tentar....

    ResponderExcluir
  5. Sabe, às vezes, reiniciar o sistema faz um bem danado, o problema é achar o botão certo pra fazer isso.

    http://denovomaisumavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Conheço esse "sentimento de alma".

    Um texto melancólico e, emocionante.
    Ana

    ResponderExcluir

Se você realmente leu, me importa sua opinião. Fique a vontade...