Meu Bem, Meu Bem

Eu olho para você dormindo sobre meu peito. Respiração lenta e profunda. O quarto estar a meia luz porque a iluminação da rua ainda entra pelas entranhas da janela. Nós respiramos fundo. Eu mergulho fundo.

Menino. Você é tão bonito.



O ventilador faz um barulho maior do que o calor que ele nunca espanta e por este breve segundo, antes de fechar os olhos e cair no sono, eu penso que a vida é boa. Menino, a vida é tão boa. Meu amor, eu desejo que isso seja infinito e se prolongue para muito além da vida. Eu quero acordar todos os dias desta minha breve existência e ter a consciência do meu amor por ti. E ti perceber bem aqui.

Do meu lado.

Eu tenho tantos motivos para agradecer ao universo por ter feito esse alinhamento cósmico que te trouxe até aqui, que às vezes, eu ignoro todas as minhas responsabilidades e todos os pesares desta vida só para dormir até tarde contigo e não me arrependo disso. Eu tenho tantos motivos para sorrir que às vezes até choro...

Você me bagunça.

Ainda nesta vida, se o destino me permitir e eu não sofrer nenhum acidente letal ou perca a memória ou sofra de alguma doença degenerativa, eu quero me casar contigo. Eu quero que tu sejas muito feliz. Eu quero te proporcionar isso.

Amorzinho.

5 Comentários

Se você realmente leu, me importa sua opinião. Fique a vontade...